O que é?
Qual é a idade em que as crianças devem deixar de usar fralda?
A enurese é um problema comum?
Há diferenças entre a ausência de controlo da bexiga durante o dia e durante a noite?
A enurese tem sempre por base uma causa orgânica?
Que causas orgânicas devem ser pesquisadas na avaliação da enurese?
Que exames são necessários para investigar uma enurese de causa orgânica?
Os factores psicogénicos são uma causa importante de enurese?
Qual é o significado da enurese quando a sua origem é psicogénica?
Como se trata a enurese?
Que medidas complementares se podem utilizar no tratamento da enurese?

O que é?

"A enurese é a emissão involuntária de urina quando esta ocorre depois da idade em que é suposto que o controlo da bexiga tenha sido adquirido.
Falamos de enurese primária quando estamos perante uma situação em que nunca houve controlo da emissão de urina, e de enurese secundária se esta surge após um período em que a criança já teve controlo da sua bexiga."

Qual é a idade em que as crianças devem deixar de usar fralda?
"A maioria das crianças só adquire o controlo da bexiga entre os 15 e os 18 meses de idade, altura em que pode ser ensinada a usar o bacio.
O controlo nocturno só é, habitualmente, conseguido mais tarde, entre o segundo e o terceiro ano de vida, sendo esse o momento apropriado para tirar a fralda da noite.

No entanto, nalgumas crianças a maturação neurológica do controlo da bexiga faz-se com mais lentidão, sem que nada de anormal se passe. Por este motivo, o treino da higiene e do uso do bacio devem ser feitos com paciência, sem ansiedade e acompanhando o ritmo próprio de desenvolvimento da criança."

A enurese é um problema comum?
"A enurese é um problema que afecta cerca de 10% das crianças antes da entrada para a escola (5-6 anos) e 1% de adolescentes até aos 15 anos.
É mais frequente no sexo masculino e pode estar ligada a uma predisposição familiar."

Há diferenças entre a ausência de controlo da bexiga durante o dia e durante a noite?
A ausência de controlo da bexiga durante o dia (enurese diurna) é mais rara que durante a noite (enurese nocturna), já que o controlo diurno se dá mais precocemente num processo de desenvolvimento normal. A enurese diurna, quando não está associada a lesão orgânica, tem habitualmente um significado de maior gravidade.

A enurese tem sempre por base uma causa orgânica?
"Não. A enurese pode estar associada a doenças ou lesões orgânicas mas, na maioria dos casos, resulta de um atraso na maturação do controlo da bexiga ou de um problema relacional da criança.

As causas mais frequentes de enurese são as tentativas muito precoces e repressivas do treino do uso do bacio antes do 18º mês de vida , sem que a criança esteja fisiologicamente apta para esse comportamento, que posteriormente pode causar atitudes de regressão e rejeição das normas de higiene."

Que causas orgânicas devem ser pesquisadas na avaliação da enurese?
"Em geral não é necessário investigar as causa da enurese até aos 6 anos de idade se esta é primária e nocturna, pois corresponde habitualmente a um padrão individual ou familiar de maturação neurológica e emocional mais lenta, que desaparece com o crescimento.

A persistência da enurese para além dos 6 anos ou o aparecimento de uma enurese secundária que se mantém e não está associada a uma situação de stress emocional evidente deve ser avaliada pelo médico assistente para despiste de uma possível lesão orgânica, tais como lesões do aparelho genito-urinário, malformações da coluna com envolvimento da espinal medula (espinha bífida), diabetes ou epilepsia nocturna."

Que exames são necessários para investigar uma enurese de causa orgânica?
"Para além da história e do exame clínico que são fundamentais para fazer o diagnóstico de qualquer doença, há alguns exames simples que podem ajudar a afastar ou confirmar a hipótese de doença orgânica como causa da enurese.

Os exames mais importantes são: uma análise de urina para determinação da densidade da urina e o estudo do sedimento urinário; o exame radiológico da coluna lombar e sagrada e, eventualmente, uma ecografia dos rins e vias urinárias para despiste de malformações do aparelho urinário. Se algum deste exames for positivo poderão ser necessários outros exames mais complexos direccionados a um estudo mais completo da patologia identificada."

Os factores psicogénicos são uma causa importante de enurese?
"Os factores psicogénicos são a causa mais frequente de enurese.
Nas crianças que adquirem o controlo da bexiga na idade esperada, pode haver pontualmente emissão involuntária de urina durante o dia ou durante a noite, associada a fadiga, excitação ou stress emocional. Estas situações são passageiras e não necessitam de ser valorizadas.

Situações mais prolongadas ou intensas de perturbação emocional, como o nascimento de um irmão, mudanças na escola ou separação dos pais, podem ser causa de enurese e exigir uma atenção especial para serem resolvidas."

Qual é o significado da enurese quando a sua origem é psicogénica?
"Como já vimos, até aos 6 anos a causa mais frequente de enurese é o conflito com a atitude repressiva e excessivamente controladora dos pais na aquisição de hábitos de higiene demasiado precoces.

Depois desta idade o mesmo tipo de conflitos (pais super protectores e exercendo grande controlo sobre a criança) podem ser interiorizados e organizarem-se num comportamento neurótico que tem como sintoma a enurese.

A enurese como sintoma de um quadro neurótico traduz um desejo de regressão aos cuidados da infância e o medo e ansiedade causados pelo ressentimento inconsciente contra os pais e a sua sexualidade, os sentimentos de culpa relacionados com fantasias sexuais e a masturbação."

Como se trata a enurese?
"Não nos debruçaremos sobre o tratamento da enurese de causa orgânica, situação mais rara e em que o tratamento é o da doença de base.
Na enurese psicogénica o tratamento indicado é a psicoterapia que procura resolver a perturbação emocional ou neurótica subjacente.

Os castigos, as reprimendas e as humilhações são contraproducentes. Devemos ajudar a criança sem esquecer que se faz «chichi» na cama é porque ainda não atingiu a maturidade neurológica para o evitar, ou porque tem um problema emocional que não consegue elaborar e que manifesta através desse sintoma.

Actualmente existem tratamentos que diminuem a reactividade da bexiga, melhorando o seu controlo. Depois de avaliadas as causa da enurese, o médico pode propor este tipo de tratamentos, sem descurar o apoio psicoterapêutico, quando necessário, para que a enurese não seja substituída por outro comportamento neurótico."

Que medidas complementares se podem utilizar no tratamento da enurese?
"Há vários métodos que podem ser utilizados como complemento da terapêutica da enurese.

Deve ser evitada a ingestão de grandes quantidades de líquidos (água, sopa, refrigerantes, leite) algumas horas antes da criança ir para a cama.

Antes da criança se deitar deve ir à casa de banho para esvaziar a bexiga, devendo a mãe voltar a levá-lo à casa de banho antes dela se deitar.
Existem alarmes que podem ser colocados no pijama da criança, que possuem sensores reactivos à humidade, que despertam a criança quando esta começa a urinar. O objectivo destes alarmes é o de criar um comportamento condicionado que ajude a criança a controlar a sua bexiga. Embora tenham uma boa percentagem de sucesso o seu uso é discutível porque não considera os problemas emocionais causadores da enurese, limitando-se a suprimir o sintoma."

Autora: Dra. Ana Ferrão